Páginas

domingo, 5 de agosto de 2012

A menina e o pássaro encantado


          
        
                   Antes de ganhar esse livro da Manu, eu só conhecia um dos livros infantis de Rubem Alves: “O gato que gostava de cenouras”, que, aliás, é lindo! Mas hoje eu gostaria de apresentar a vocês “A menina e o pássaro encantado”. Conta o autor, que a história foi ele que escreveu, mas não a inventou. O que ele fez, foi ficar muito triste com o choro de uma criança, que se despedia de alguém amado. Aí, a história apareceu dentro dele quase pronta. De certo, entrou pela tristeza. “A menina e o pássaro encantado” é uma história de despedida, de saudade, de separação. Como eu queria ter ouvido mais histórias de separação, quando eu era menina... Mas nunca é tarde. 

              Nesse conto, Rubem Alves narra o lindo amor de uma menina e um pássaro encantado. Diferente dos outros, o pássaro da menina voava livre e vinha visitá-la quando sentia saudade. Cada visita era um encantamento. Ele cantava as mais belas histórias, contava os mais lindos cantos e mais tristes tragédias. E sempre que chegava a hora de ir embora ‒ sim, porque sempre chega a hora de ir embora, não importa que isso demore horas, dias, ou uma vida ‒ a menina sofria e pedia que ele ficasse. E o pássaro tentava explicar que o encantamento só nasce na saudade e na ausência, mas isso nunca convencia sua amada. 
               Foi aí que um dia, debaixo de uma tristeza profunda, a menina tomou uma decisão malvada. Você pode imaginar o que ela fez e as consequências? Bom, eu é que não contar. Eu também poderia nem comentar sobre as ilustrações. Afinal, você já sabe de quem são. Mas eu não só vou dizer que são do Maurício de Sousa, como vou incluir os pequenos textos sobre ele e o autor, que estão no livro. As editoras envolvidas nessa brincadeira são a Verus Editora e a Maurício de Sousa Editora.

Fica aqui mais uma sugestão de livro infantil, na verdade infanto junevil, porque Quem disse que criança não gosta de ganhar livro de presente?

Boa leitura e boa semana!


AS NANOBIOGRAFIAS 


O AUTOR   -    RUBEM ALVES
           Pedagogo, poeta, e filósofo de todas as horas, cronista do cotidiano, contador de estórias, ensaísta, teólogo, acadêmico, autor de livros e psicanalista, Rubem Alves é um dos intelectuais mais famosos e respeitados no Brasil. Autor de vastíssima obra, já publicou textos sobre educação, meditações teológicas, crônicas e estórias infantis. É membro da Academia Campinense de Letras, professor emérito da Unicamp e cidadão honorário de Campinas, onde recebeu a medalha Carlos Gomes de contribuição à cultura.
 

O ILUSTRADOR   -   MAURÍCIO DE SOUSA
            Maurício de Sousa nasceu em 27 de outubro de 1935, numa família de poetas e contadores de história em Santa Isabel, no interior de São Paulo. Ainda criança, mudou-se para Mogi das Cruzes, onde descobriu sua paixão pelo desenho e começou a criar os primeiros personagens. Em 1959, publicou sua primeira tira diária, com as aventuras do garoto Franginha e do seu cãozinho Bidu. Em 1970, lançou a revista Mônica, e em 71 recebeu, na Itália, o mais importante prêmio do mundo dos quadrinhos, o troféu Yellow Kid. Depois do sucesso de Mônica, outros personagens ganharam suas próprias revistas. O final provisório da história já conhecemos.


2 comentários:

  1. Não me lembro de outro presente de meu pai, quando criança e adolescente, que não fosse livro..(Écomo coçar, basta começar...)

    Fiquei curiosa, a imaginar que maldade fez uma
    menina que amava que amava um pássaro tão especial! Vou à procura, do livro!

    Quanato aos atores, são meus velhos e queridos conhecidos, formaram um magistral dueto.

    Eate Balaio, Kare, tá pra lá de bom!
    Um xêro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda!! Seus comentários também deixam o Balaio mais bonito!! E quando quiser participar com algum texto, sinta-se convidada.
      Outro xêro.

      Excluir